Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

pernas de frango com molho de cogumelos e queijo: um jantar fácil e surpreendente para um dia de semana

frango.jpg

Segunda-feira sem um jantar de frango é como um Pai Natal sem barriga. Não tem graça, pois não? Cá em casa somos ferverosos adeptos do frango – seja em peitos, em coxas ou em pernas. E por isso é que estamos sempre à procura de receitas fáceis que transformem um simples prato de frango num jantar prático e delicioso para toda a família. 

O frango mais maravilhoso que fizemos recentemente foi uma genial ideia da mostarda Maille. Já tínhamos feito um divinal salmão em parceria com a marca (pode ver o vídeo e a receita aqui) e ficou tão bom que agora fomos desafiados a preparar um inacreditável frango com molho de queijo e mostarda Maille de Dijon. A receita é tão simples de fazer que pode aprender neste vídeo de 50 segundos.

 

 

 

queijo gouda com massa folhada no forno: adoro o advento!

Bendita seja esta época de partilha, de família, de solidariedade, de generosidade e de muito alimento. Já estamos em contagem decrescente para o Natal e aqui em casa já se experimentam receitas para a consoada. Digamos que inaugurámos uma espécie de Advento Gastronómico. Em vez de abrirmos uma janelinha de um calendário, todos os dias, ensaiamos um novo prato para o Natal, de preferência fácil e original. Ontem, experimentámos esta maravilha que encontrei no blog Savory Simple. Demora meia hora a fazer e é facílima, até para mim. Só precisa de massa folhada, farinha, dois queijos Gouda e um ovo ligeiramente batido. Depois, para servir, tenha à mão fatias de maçã e amêndoas laminadas e tostadas. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

Savory-Simple-Recipe-Baked-Gouda-27.jpg

 

 

chips de batata doce com caril, nozes caramelizadas e blue cheese, um aperitivo delicioso para o jantar de natal

Não resisto. Isto é demais para mim. Batata doce já seria delicioso. Chips de batata doce seria magnífico. Agora chips de batata doce com uma mistura de caril, gengibre, queijo blue cheese e nozes caramelizadas em mel é o petisco com que eu sonhava em silêncio desde que tomei o meu primeiro biberão. Ainda por cima, esta divinal receita do blog Half Baked Harvest arrisca-se a entrar directamente para o top dos petiscos mais fáceis de fazer do planeta.

Tudo o que vou precisar é de batata doce cortada às rodelas com menos de meio centímetro de espessura, óleo de coco derretido, pasta de caril vermelho tailandês, caril em pó, cominhos, gengibre ralado, piripíri, flor de sal, pimenta preta moída no momento, nozes, mel, arandos secos, queijo blue cheese desfeito em pedaços e folhas de sálvia. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

Curried-Sweet-Potato-Rounds-with-Honeyed-Walnuts-C

 

 

este é o melhor queijo alguma vez feito no mundo

Hanne Stensvold.jpg

Eu sei que posso ser considerado um rapaz de algum exagero. Especialmente quando me entusiasmo ao provar alguma coisa que me deixa a sentir-me como o Jerónimo de Sousa cada vez que olha para a fotografia do Fidel Castro. Mas este não é manifestamente o caso. O título de melhor queijo alguma vez feito no mundo não foi inventado por mim no final de um jantar inesquecível; foi atribuído no passado dia 16 de Novembro naqueles que são considerados os Óscares do mundo do queijo.

Os World Cheese Awards decorreram este ano em San Sebastían e avaliaram mais de 3 mil queijos de 31 países de todo o mundo. Concorreram queijos simples e mais complexos; queijos tradicionais ou queijos com chocolate. No evento, estiveram 266 jurados que avaliaram todos os concorrentes distribuídos por 66 mesas. O júri elegeu um queijo vencedor por mesa e esses 66 eleitos passaram a uma segunda fase de onde saíram apenas 16 queijos. De entre estes finalistas, foi finalmente eleito o melhor queijo do mundo.

 

bolinhos saudáveis de beterraba e queijo feta, um lanche colorido ou um aperitivo original?

Parecem biscoitos mas na prática são bolinhos salgados, ou melhor, são fritos, mas não se assuste: estou a falar-lhe de fritos saudáveis e super coloridos, irresistíveis para qualquer criança. Esta receita do blog Sugar et Al é ideal para um lanche, um snack a meio do dia ou pode ser mesmo um requintado aperitivo. São bolinhos fáceis de fazer e simplesmente deliciosos. Além de que, se não gostar de beterraba (o que é uma pena porque a cor é imbatível) pode usar os seus legumes preferidos: ervilhas esmagadas, cenoura ralada, milho, tomate, couve, o que preferir!

Para fazer esta maravilha, vai precisar de ovos, farinha integral com fermento, leite, puré de beterraba assada no forno (passe-a pelo liquidificador depois de a assar no forno), queijo feta esmagado, tomilho fresco picado, sal e pimenta, azeite, e ainda: iogurte grego e molho pesto para servir. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

IMG_0988-740x1110.jpg

 

 

bolo de chocolate sem farinha para celebrar o meu dia da asneira

Há duas grandes vantagens nos bolos sem farinha: primeiro engordam menos; segundo, derretem na nossa boca como se fossem trufas. E esta receita do blog Something Swanky é tudo isto e ao mesmo tempo deliciosa e fácil de fazer. Tão fácil que vou tentar fazer sozinha longe dos olhares críticos da minha querida Família Mistério. Já cheguei a um ponto em que, cada vez que toco numa batata frita, arregalam-me o olho, se dou uma trinca numa bolacha, sou recriminada, se como um quadrado de chocolate, reviram-me os olhos, se tento abrir um pacote de pipocas, sou humilhada em praça pública. Sim, não pense que a minha vida é fácil… por isso, hoje, vai ser o meu Dia da Asneira e antes que todos acordem, vou enfiar-me na cozinha e preparar esta maravilha só para mim (bem, talvez partilhe uma fatia ou outra com a nossa equipa de futsal…)

Só vou precisar de pepitas de chocolate semi-doces, manteiga, açúcar, sal, extrato de baunilha, ovos, cacau em pó e, para a cobertura de chocolate, mais pepitas de chocolate e manteiga.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original. 

DSC_4752.jpg

 

 

húmus de feijão branco com alcachofras e pinhões, o meu presente de natal para as tias mistério

O húmus está para a minha vida assim como o incenso estava para a vida do Belchior. Eu sei... quem ofereceu incenso foi o Gaspar... mas eu também não gosto de fazer o húmus tradicional, por isso vejo-me mais como o Belchior que queria mesmo era ter oferecido incenso e teve de dar ouro. Mas o melhor é parar com as analogias natalícias e passar às realidades culinárias.

Este ano, eu vou distribuir frascos de húmus por toda a Família Mistério. Em vez de dar o habitual par de meias às tias, aos tios e aos primos mistério, vou disseminar frascos de húmus por toda a família. Adoro comer húmus como entrada. Adoro espalhar húmus por cima de tostas fininhas. Adoro mergulhar chips de batata doce em húmus. E adoro ainda mais variar as receitas. Foi por isso que fiquei encantado com esta maravilhosa criação do blog Heartbeet Kitchen: um húmus de feijão branco com alcachofras e pinhões. Quem é que resiste a esta delícia? Ainda por cima, é mais fácil de fazer do que descobrir um novo administrador da Caixa Geral de Depósitos a cada mês que passa.

Para fazer esta maravilha, só vou precisar de feijão branco de lata, alho sem a parte do meio, molho tahini, azeite, um pouco da água de conserva retirada da lata de feijão, sumo de limão espremido, flor de sal e pimenta preta moída no momento. Para o topping, tenho de ter de salsa, pinhões tostados, especiarias a gosto e corações de alcachofras. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

white-bean-hummus-3.jpg

 

panquecas holandesas: quem sabe o que são estas maravilhas feitas no forno?

Parece um post d’ Ele mas olhe que não. Sou eu, a Ela, que vos escreve, porque não resisti a partilhar aqui esta incrível receita do blog In My Red Kitchen. Mas sou obrigada a concordar com o meu querido Marido Mistério que um bocadinho de cultura gastronómica não mata ninguém. As chamadas panquecas “Dutch Baby” surgiram pela primeira vez, na primeira metade do século XX, num café familiar de um senhor chamado Victor Manca, em Seattle, nos EUA.

Na verdade, estas panquecas são de origem alemã e o seu nome terá sido uma interpretação de uma das filhas de Victor que em vez de “deutsch” terá dito “dutch”. E terão sido precisamente aqui que nasceram as “dutch babies”, umas fantásticas panquecas feitas no forno e muito leves e fofinhas. Depois deste pequeno momento José Hermano Saraiva, passo a explicar a receita.

Só precisa de ovos, leite, farinha, extrato de baunilha, sal e manteiga. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

Perfect-Dutch-baby-pancake-2-inmyredkitchen.jpg

 

 

croquetes com crosta de amendoim, picapau, amêijoas e gambas ao sal: onde comer os melhores petiscos

O mundo parou na semana passada para conhecer as novas estrelas Michelin do país. Nós paramos hoje para conhecer os melhores petiscos para acompanhar uma cervejinha bem gelada. As estrelas Michelin são uma maravilha, mas fim-de-semana alargado que se preze exige um bom petisco com uma imperial ao lado. E quando falamos de petiscos não podemos evidentemente deixar de falar de croquetes, de picapau, de amêijoas ou de gambas. Daqueles petiscos que nos deixam a boca a aguar como se fosse as cataratas do Niagara.

 

Os Croquetes com Crosta de Amendoim, da Tasca da Esquina, em Lisboa

Tasca da Esquina - Croquetes 2.jpg

Se um croquete satisfaz muita gente, um croquete com crosta de amendoim satisfaz muito mais. Esta divinal criação do mundo da croqueteria é uma invenção da fantástica Tasca da Esquina, em Lisboa, e é também uma das 73 fabulosas receitas do primeiro livro do Casal Mistério (que encontra aqui).

Os croquetes da Tasca da Esquina são um dos petiscos que fazem parte do couvert, juntamente com um bom pão saloio, um paté de salmão, espadarte e atum com um forte sabor a mar, umas azeitonas tenrinhas e temperadas com orégãos e um fantástico queijo de entorna que é aquele queijo pequenino alentejano muitíssimo saboroso e amanteigado.

Mas o que nos traz aqui hoje são os divinais croquetes. Feitos com um recheio hiperleve, que quase parece um creme, levam uma crosta de amendoim crocante que é qualquer coisa do outro planeta. O recheio leva chouriço, carne de vaca, vinho branco e uma pitada de colorau – tudo na medida certa, leve, desfiado e tão cremoso que quase se desfaz na boca. O exterior mistura o pão ralado com o amendoim picado, o que torna a crosta ainda mais crocante e saborosa. Com uma boa mostarda a acompanhar são irresistíveis.

 

 

croquetes de queijo cabra e beterraba: um aperitivo delicioso e original para a sua consoada

Senhoras e senhores, preparem-se para entrar noutra dimensão. Esta receita que encontrei no blog He Needs Food é de outro mundo: é linda, é deliciosa e até consegue ser quase saudável. Infelizmente sou viciada em croquetes. Em bons croquetes: adoro os da pastelaria Mexicana e os da Versailles, em Lisboa, os da Delícia, em Bicesse, os com crosta de amendoim do chef Vítor Sobral, os de alheira do Páteo do Petisco, em Cascais, enfim, a lista é fatidicamente longa. Por isso quando descobri esta receita que ainda, por cima, é fácil de fazer, senti-me a entrar na twilight zone.

Só precisa de queijo de cabra, uma beterraba cozida e descascada, ovos batidos, pão ralado panko, óleo de amendoim ou de canola e salmorejo para molhar.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 8 a 10 croquetes, espreite aqui a receita original.

Beetroot-goat-cheese-croquettes-05.jpg

 

 

pizza de pera e queijo gorgonzola, uma receita de sonho para celebrar o nosso primeiro livro com os filhos mistério

Abri hoje o Correio da Manhã mal acordei e ainda não percebi bem qual é a notícia que vai marcar o dia: se a visita dos Reis de Espanha, se a mulher que fez um implante de silicone e ficou "com os seios na barriga". É uma decisão difícil e, para me ajudar a ultrapassar este profundo dilema, acho que vou precisar de um suplemento alimentar. Felizmente, tenho Filhos Mistério preocupados com a minha condição e que, todos os santos dias, me enviam sugestões de receitas para o jantar. A minha querida Mulher Mistério acha que são sugestões com segundas intenções – só mandam porque as querem comer eles. Eu acredito piamente na sua preocupação com o seu pobre pai.

Hoje a sugestão que me chegou agora mesmo foi uma divinal pizza com pera, presunto e queijo gorgonzola, do fabuloso blog Recipe Runner. A verdade é que eu já estou a sonhar com essa ligação das fatias de pera laminadas com o presunto fininho e o gorgonzola picante. Tudo o que vou precisar é de massa de pizza, cebola, flor de sal, azeite, pimenta preta moída no momento, tomilho fresco, uma pera laminada, queijo gouda ralado, mozzarella magro ralado, gorgonzola em pedaços e presunto enrolado e cortado fininho. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, veja a receita original aqui.

PearProsciuttoGorgonzolaPizza1.jpg

 

 

tarte de banana e doce de leite, uma tentação à qual vou mesmo resistir (ou talvez não…)

Não se preocupe, não é para mim. Deveria ser. Chama por mim, tem tudo a ver comigo, mas eu estou irredutível. Não vou ceder à tentação. Um dos nossos filhos pediu-me um lanche “caprichado” para um grupo de amigos que vem passar a tarde cá a casa e eu lembrei-me de pedir ao meu querido Marido Mistério para fazer esta delícia incrivelmente calórica que descobri no site Olive Magazine. A receita é tão fácil que nem vai acreditar.

Ele só precisa de massa folhada, doce de leite, bananas descascadas e cortadas ao meio ao comprido, manteiga, cardamomo em pó, açúcar amarelo e um ovo batido. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 6 pessoas, espreite aqui a receita original.

8e8f6ffe54e9b4b5bc62dc58bf4596eb.jpg

 

 

este vídeo vai mudar a sua vida: como fazer uma omelete de queijo e presunto num minuto e meio no microondas

Captura de ecrã 2016-11-29, às 16.23.00.png

45 segundos é o tempo que um ser humano demora, em média, a dar uma gargalhada. Digo isto não por me ter transformado subitamente no José Hermano Saraiva da Ciência, mas apenas para lhe mostrar que, enquanto dá duas gargalhadas, pode cozinhar uma deliciosa omelete com presunto, pimentos, chalotas e um fenomenal queijo derretido que não vai conseguir descolar do ovo. 

Esta divinal e ultra-simples receita é só uma das 10 sugestões que pode encontrar no novíssimo livro do Casal Mistério para cozinhar numa caneca, dentro do microondas (que pode conhecer aqui e comprar aqui). E se tem dúvidas de que esta refeição é tão fácil como deslumbrante, então o melhor é ver o vídeo de 40 segundos em baixo.

 

 

smoothie de baunilha com amêndoas: hello dieta, i´m back!

Sim, estou de dieta outra vez, mas não tenha pena de mim, porque hoje o meu pequeno-almoço parece um sundae. Ok. É verdade que tenho muita imaginação e que qualquer semelhança entre este smoothie e um sundae é pura coincidência. Mas o que é facto é que este smoothie de baunilha, que descobri no blog Life of Goodness, é delicioso, saudável e tem um aspeto incrível. Demora 10 minutos a preparar e é muito fácil de fazer:

Só preciso de bananas congeladas, flocos de aveia sem glúten, cardamomo em pó, gengibre, anis em pó, canela, amêndoas (ensopadas durante a noite), baunilha em pó, leite de amêndoa e, para os toppings, vou seguir a receita original: sementes de cânhamo, amêndoas esmagadas e canela.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 2 pessoas, espreite aqui a receita original.

IMG_0259-1.jpg

 

como transformar uns peitos de frango banais num jantar delicioso, fácil e saudável para um dia de semana

Já não aguento tanta pressão familiar sobre este vosso pobre e humilde amigo. À segunda-feira, sinto-me um saco de boxe a levar pancada de todos os ângulos. De um lado, a minha querida e prezada Mulher Mistério exige dieta da mais firme e intransigente. De outro lado, a minha competente e incansável mini-equipa de futsal reivindica uma ementa variada. E por cima a minha consciência pede calorias, gorduras e outras coisas deliciosas. Já não sei o que fazer. Estou perdido. Desesperado. Desanimado. Desalentado. Descoroçoado. E outros adjectivos acabados em "ado". Até que...

...Até que, de repente irrompe do meio das trevas culinárias esta divinal e facílima receita da sempre indispensável Bon Appétit para salvar o meu dia. São uns facílimos, saudáveis e impressionantes peitos de frango com a pele estaladiça e um desconcertante molho marroquino que vão transformar esta casa no Circo Chen na antevéspera de Natal.

Tudo o que vai precisar é de peitos de frango com pele, dois dentes de alho picados muito fininhos, sementes de coentros partidas, cominhos também partidos, paprika, chalotas cortadas em fatias fininhas, coentros frescos, sumo de limão espremido, escarola, azeite, flor de sal e pimenta preta moída no momento. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

crispy-chicken-breasts-with-chermoula-and-escarole