Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

os 10 erros que está a cometer para não conseguir emagrecer

Could-the-Mediterranean-Diet-Also-Help-You-Run-Faster_.jpg

O blog Fitness Pal é hoje em dia uma espécie de Bíblia para mim. Tem inúmeras dicas e truques de nutrição, dietas e exercício físico. É certo que não faço quase nada do que eles sugerem, mas têm ótimas dicas e algumas são surpreendentes para quem, como eu, quer desesperadamente emagrecer e não consegue. Uma coisa é certa: é preciso tempo, dedicação e muita paciência. E quem disser o contrário, está a vender uma dieta com efeitos rápidos mas que não resulta a longo prazo. Também é preciso tentar descobrir o que é que resulta para si, porque cada caso é um caso. Mas há erros frequentes que todos nós cometemos e estes são os mais comuns.

 

 

1. Cortar na carne para perder peso

steak-3766548_1280.jpg

De repente, nasceu a ideia de que todos os vegan e vegetarianos são mais magros e mais saudáveis. É uma generalização perigosa. Se é verdade em alguns casos, noutros não é bem assim. Além disso, não é uma grande estratégia para perder peso porque a carne é rica em proteínas fundamentais para fortalecer os músculos e para queimar gorduras. Se quiser emagrecer, o ideal é optar por carnes com pouca gordura como frango, peru, numa dieta equilibrada com marisco, legumes, leguminosas e cereais integrais.

 

2. Esquecer-se de beber água

weight-loss-2036967_1280.jpg

Às vezes, estamos tão preocupados em comer alimentos saudáveis que nos esquecemos da nossa melhor amiga: a água. É fundamental bebermos muita água ao longo do dia. Quanto mais melhor. Além de nos manter hidratados, reduz a fome, queima mais calorias e ajuda o nosso corpo a queimar gorduras e transformá-las em energia. Beba pelo menos um litro e meio de água por dia. No mínimo. Chá também conta e é um ótimo aliado em qualquer dieta.

 

3. Cortar todos os hidratos de carbono

asparagus-rice-bowl.jpg

É óbvio que, se quiser emagrecer, tem de cortar ou reduzir o consumo de hidratos de carbono como fritos, doces ou pão branco, por exemplo. O que não significa que tem de cortar noutros tipos de hidratos como a quinoa ou ingredientes integrais. Se quer queimar calorias e fazer exercício físico, o seu corpo prefere começar pelos hidratos. Os carboidratos complexos, presentes nos cereais integrais, legumes, ervilhas e no feijão, por exemplo, são ricos em fibra, proteína e têm um baixo índice glicémico. Além disso, a fruta também tem hidratos. Se optar por cortar todos os hidratos na sua dieta, vai ter uma alimentação insuficiente e pouco equilibrada.

 

4. Não contar com os snacks e as pequenas distrações do dia a dia

walnut-4186311_1280.jpg

Quantas vezes, ao longo do dia, damos uma dentada ali, damos uma garfada (e convencemo-nos que foi só uma garfada) de uma fatia de bolo, petiscamos qualquer coisinha, experimentamos uma, duas ou três vezes as receitas que estamos a preparar para a família ou damos (só) uma trinca no chocolate do nosso amigo e várias lambidelas no gelado dos nossos filhos? Já para não falar de um snack ou outro a meio do dia. Pois é, isto tudo conta. Infelizmente. E pode desgraçar uma dieta. Todos estes mini pecados transformam-se em calorias no nosso organismo. Por isso, controle-se, ofereça ao seu vizinho todas as tentações que tem em casa e planeie os seus snacks com ingredientes pouco calóricos e saudáveis.

 

5. Optar por sumos e frutos secos em vez de fruta fresca

colorful-3667662_1280.jpg

Mea culpa. Prefiro mil vezes um sumo de laranja natural a descascar e a comer uma laranja inteira. Gosto muito mais de frutos secos do que uma maçã ou uma pera. Mas, infelizmente, tenho de mudar o chip. Apesar de os sumos naturais e os frutos secos também serem ricos em antioxidantes, não têm tanta água e fibras como a fruta fresca, por isso, esta acaba por ser mais saciante. Só um exemplo: uma taça de uvas tem cerca de 100 calorias, já um sumo de uva tem 160 calorias e uma taça de passas pode chegar às 500. Por isso, já sabe, quando pensar em comer fruta, opte por fruta fresca.

 

6. Copiar a dieta de um amigo ou de uma celebridade

Tofu-and-Veggie-Sausage-Scramble-With-Turmeric.jpg

Claro que é tentador tentar copiar a dieta que resultou com um amigo ou com um famoso que segue no Instagram. Já fiz isso tantas vezes… Mas o que funciona para uns pode não funcionar com outros. Infelizmente é assim. Era ótimo se houvesse uma fórmula mágica que resultasse com todos. É óbvio que fechar a boca resulta sempre, mas não funciona para sempre. Nem todos gostamos do mesmo tipo de comida nem temos o mesmo estilo de vida, todos nós temos atividades e necessidades diferentes e, mais importante, mais ou menos saúde. Por isso, não há uma estratégia perfeita que funcione com toda a gente. O ideal é escolher um plano alimentar com o seu nutricionista que se adeque ao seu estilo de vida.

 

7. Estar sempre a contar calorias

bowl-1850039_1280.jpg

É um erro muito comum, mas as calorias só por si não são um indicador de saúde e de um bom plano nutricional. Há outros indicadores importantes que podem facilitar a perda de peso. Por exemplo, em vez de ficar obcecado a tentar reduzir calorias, tenta aumentar de forma gradual o consumo de fibras. O ideal é consumir, por dia, 25 gramas de fibras, no caso das mulheres, e 38 gramas, no caso dos homens. Além de serem muito saciantes, as fibras (presentes na fruta, legumes, cereais integrais, sementes e frutos secos) são ótimas para o sistema digestivo, reduzem o risco de doenças cardiovasculares e contém vitaminas e sais minerais essenciais para o nosso organismo.

 

8. Tomar decisões radicais e irrealistas

fitness-3167418_1280.jpg

Se nunca na vida fez exercício físico, se sempre levou uma vida sedentária, começar a ir ao ginásio todos os dias, sete dias por semana, vai acabar por ser contraproducente, porque vai desistir. É fundamental ter objetivos que consiga atingir. Não vai aguentar muito tempo a fazer exercício físico todos os dias se nunca fez e se não gosta de o fazer. Comece por dar pequenos passos. Vá duas vezes por semana ao ginásio e tente andar a pé sempre que conseguir. Depois, vá aumentando o ritmo de forma gradual. O mesmo conselho também se aplica àquelas pessoas que decidem cortar na junk food e nos refrigerantes para sempre. É irrealista. Pode começar por decidir beber refrigerantes só uma vez por semana, por exemplo, e junk food uma vez por mês.

 

9. Controlar as calorias através de aplicações no telemóvel

man-4158696_1280.jpg

Quem ainda não o fez que atire a primeira pedra. É cada vez mais comum recorrermos a aplicações no telemóvel para determinar as nossas necessidades calóricas. A maioria dessas aplicações que monitorizam a nossa atividade física é pouco fiável, e todos temos a tendência de sobrevalorizar a quantidade de calorias que queimámos e a subestimar quantidades de calorias que ingerimos. É mesmo verdade. Comigo acontece sempre. E o que acontece é que chegamos a casa e achamos que merecemos aquela fatia de bolo de chocolate porque abatemos 600 calorias quando na realidade só queimámos 400. Nisso, não há nada como a balança. Infelizmente diz-nos sempre a verdade. Nua e crua.

 

10. Ter um Dia da Asneira

belly-2473_1280.jpg

Pronto. Caiu-me a alma aos pés. Adoro ter um Dia da Asneira. Os comuns mortais anseiam pelo fim de semana ou por um dia de folga, eu sonho com o meu Dia da Asneira. E, agora, afinal, tenho de riscar este dia do meu calendário semanal? Como diria um dos nossos filhos: “Morri”. Segundo os nutricionistas entrevistado pelo Fitness Pal, uma dieta equilibrada deve incluir os seus alimentos preferidos. Se os cortar completamente, vai ficar com “desejos” e uma vontade incontrolável de os comer. Lá diz o ditado: o fruto proibido é o mais apetecido. O que é que acontece? Vingamo-nos no Dia da Asneira e acabamos por nos desgraçar mais do que era suposto. Por isso, o ideal é fazer um plano em que 80% do que pode comer inclua cereais integrais, proteínas, fruta, legumes, sementes e frutos secos e os restantes 20% guarda para aquele doce ou aquelas batatas fritas (sem exagerar, claro) com que estava a sonhar há alguns dias. Afinal, não me parece uma má solução…

 

E agora conte-me tudo, partilhe comigo: quais são os erros que mais comete quando está de dieta?

 

Uma boa dieta para si (e para mim, já agora) onde quer que esteja,

Ela

 

fotos: fitness pal e pixabay  

 

12 comentários

Comentar post