Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casal Mistério

Casal Mistério

porque é que comemos peru no natal?

17.12.18

É a mais antiga tradição do almoço de Natal e terá começado num jantar da rainha de Inglaterra, no século XVI. Segundo a lenda, contada aqui pelo site Wonderpolis, a Rainha Isabel estava sentada à mesa, a jantar um enorme ganso, quando um criado a veio avisar de que uma frota de navios espanhóis teria afundado durante o caminho para Inglaterra, onde tinham como missão invadir a ilha. A rainha terá ficado tão feliz com a notícia que mandou servir mais um enorme ganso para comemorar o fracasso espanhol.

Os historiadores não conseguem garantir que o episódio tenha mesmo acontecido, mas a verdade é que, desde o século XVI, é tradição, entre a nobreza e a realeza, servir uma enorme ave em ocasiões de festa. Quanto maior for a ave, maior a demonstração de poder e riqueza do anfitrião.

9857780_web1_171220-CLR-HIST-December1917_2.jpg

 

A mania terá começado com os gansos, mas, ainda no século XVI, os castelhanos trouxeram para a Península Ibérica uma imponente ave da América do Norte. Além de ser grande, impunha um enorme respeito quando inchava o peito e eriçava as penas. Os espanhóis chamaram-lhe "pavo", mas os portugueses, convencidos de que o animal era originário de um país sul-americano que fazia fronteira com o Brasil, chamaram-lhe "peru".

Ao longo de todo o século XVI, o peru foi ganhando popularidade entre a nobreza e a realeza ibérica. Mas rapidamente se alastrou ao resto da Europa. Segundo um artigo publicado na revista Notícias Magazine, há relatos de que sete perus terão sido servidos num banquete oferecido, em 1549, pelo cabido de Notre-Dame a Catarina de Medicis. E, em 1602, a peça de Shakespeare Noite de Reis já fazia referência ao animal.

14119977612813.png

Em Portugal, o peru assado ganhou popularidade entre os mais ricos e só mais tarde se alastrou às outras classes sociais. Em 1680, o primeiro livro de culinária impresso no país já incluía 20 receitas para cozinhar peru. E, em 1801, o padre protestante sueco Carl Israel Ruders descrevia o ambiente em Lisboa, nos dias antes do Natal, com vendedores a levarem bandos de perus pelas ruas da cidade, controlando-os com varas de mais de um metro, para serem vendidos nos mercados.

Nessa época, o peru já era a carne servida no tradicional jantar de Thanksgiving, onde os americanos agradeciam as colheitas do ano. Em Portugal, manteve-se até hoje, como o mais popular almoço de dia 25. Mas, na Alemanha ou na Áustria, por exemplo, as famílias ainda preferem seguir a tradição da Rainha Isabel: no Natal e nas festas, come-se ganso.

 

Um óptimo Natal para si onde quer que o peru esteja,

Ele

 

fotos: d.r.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.