Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

restaurante: o paraíso da massa fresca está escondido no estoril

Tem menos de dez mesas. Se juntássemos todos os jogadores que o Bruno de Carvalho quis suspender do Sporting, alguém teria de ficar em pé.

Lamassa quase não é um restaurante – é uma pequena e simpática sala de estar, perdida no meio de uma rua escondida em São João do Estoril, onde come alguma da melhor massa fresca que encontra nas redondezas. Aqui não há esparguetes empapados e mergulhados em litros de natas. Aqui não há raviolis que se desfazem ao primeiro contacto com o garfo. Aqui não há gnocchis que parecem croquetes.

17358941_991103677687152_9173615546669614599_o.jpg

Todos os dias, a massa fresca é cuidadosamente preparada à mão, numa minúscula cozinha. Depois é esticada e transformada nuns delicados raviolis, num consistente spaghetti ou num delicioso tagliatelle. A acompanhar a massa, encontra saborosos produtos italianos ou frescos e biológicos legumes nacionais.

Mas o que mais me delicia neste minúsculo restaurante é a consistência quase perfeita da massa. Aquela consistência que se sente ao trincar mas não incomoda ao mastigar. Aquele ponto único da cozedura que faz da massa al dente um prato verdadeiramente viciante.

 

 

novidade! novidade! vem aí um novo e delicioso brunch biológico para lisboa

30261392_2514890215191407_3038385033422307328_n.jpg

Chama-se Local – Your Healthy Kitchen e abre na semana de 14 de Maio, na avenida 24 de Julho, em Santos. Só serve comida saudável e fresca. Quando há produtos biológicos, privilegiam-nos. Se não houver, optam por alternativas o mais naturais e frescas possível. Uma coisa é certa: aqui não vai encontrar alimentos processados nem açúcares refinados. 

As farinhas são biológicas e até a Nutella é caseira e saudável. Mas o melhor mesmo são os vegetais e as frutas ultra-saborosas, as quinoas ou as panquecas integrais e fofinhas feitas no momento.

 

7 brunches para se deliciar durante o fim-de-semana da páscoa

zenith1.jpg

O brunch está definitivamente na moda. De norte a sul do país, multiplicam-se sítios novos e originais que servem pequenos-almoços, brunches, refeições light e lanches. São giros, hipsters e saudáveis. Têm opções vegan mas também têm as mais incríveis e deliciosas panquecas. É o programa ideal para fazer em família, porque vai agradar à prima vegan, ao tio balofo e à irmã saudável. Há para todos os gostos e todas as carteiras. Aqui fica o nosso best of para este fim-de-semana de Páscoa.

 

Yakuza First Floor

yakuza.jpg

 

 

tem nome de avó mas é um dos restaurantes mais surpreendentes do alentejo

20171208_211236.jpg

Mal peguei na ementa, tinha um recado: "Na sala, há um piano afinado que gosta de receber aventureiros que o queiram experimentar". Olhei para estas minhas mãos de Lang Lang, olhei para o piano, olhei para a minha querida Mulher Mistério, voltei a olhar para o convite, enchi-me de coragem e decidi: "Não vou fazer os outros clientes passar por isso".

Basta olhar para as fases de qualificação do Ídolos para facilmente se perceber que o convite é um passo de gigante a caminho do abismo. Especialmente vindo de alguém que tem amor à música como Jorge Benvinda, músico dos Virgem Suta e dono deste restaurante em Beja.

21125697_1567071389981009_8617683497395368802_o.jpg

Mas o Vovó Joaquina gosta de correr riscos. Inspirado na avó do cantor, o restaurante herdou o nome de uma das músicas da banda e é uma surpresa do princípio ao fim. Em vez de fazer um restaurante tradicional, Benvinda inovou de uma forma absolutamente surpreendente. E logo a começar por...

 

 

eight – health lounge, o novo restaurante de comida saudável onde tudo é vegan e fresco

15.png

Aqui não há tostas nem sumos, há "toasts" e "juices". O novo restaurante vegan de Lisboa chama-se Eight e promete "plant based food" num "health lounge" onde pode "sit down" e "taste life" seguindo 8 "life-changing health principles". Perante um tão arrasador cosmopolitismo linguístico, peguei no meu Oxford Dictionary e rumei confiante até à Praça da Figueira – ou Fig Tree Square, se preferir –, em Lisboa, para provar as novas enormes saladas (peço desculpa pelo aportuguesamento), as tostas, os smoothies ou os panini servidos num saudável pão integral de trigo.

 

o melhor spot para umas férias na neve: uma esplanada gourmet no meio das pistas de ski

Ok, o ski é muito giro e divertido, é desporto, é saudável, queima calorias, toda a família participa e toda a gente cá em casa adora. Isso não tem discussão. No entanto... 

nomad1

...No entanto, o que seria de umas férias de ski se tivessem também um magnífico spot gourmet mesmo no meio das pistas? Costuma ir para Andorra? Prepara-se para passar lá as suas mini-férias de Carnaval? Ou da Páscoa? Então, não pode deixar de procurar o Nomad Gourmet Food Ratrack. 

 

já fomos jantar ao novo restaurante do jamie oliver em lisboa e as pizzas são...

26173540_2018137205126286_6485404192121307462_o.jpg

...Já lá vamos.

Antes tenho de confessar: foi mais forte do que eu! Cada minuto que passava era um fio de cabelo que me caía. Saber que tinha ali ao lado um novíssimo restaurante do Jamie Oliver e ainda não ter lá ido jantar estava a deixar-me com os níveis de stress do Manuel Serrão em dia de jogo do FC Porto. E por isso peguei na Família Mistério e dirigi-me diligentemente a caminho do Jamie's Italian, no Príncipe Real, em Lisboa.

Com a reserva feita com antecedência (depois de várias tentativas frustradas para telefonar – aqui não se atende à primeira... nem à segunda... nem à terceira...), fomos recebidos por um simpático empregado que se ofereceu amavelmente para nos levar até à mesa. Deu dois passos e foi abruptamente interrompido por uma outra empregada com um ar imponente:

– O que é que estás a fazer?

– Estou a levar estes senhores até à mesa.

– Não! Vais esperar aqui enquanto eu levo estes clientes à mesa e depois eu venho buscar os senhores.

E foi assim que, em 20 segundos, aquilo que poderia ter sido uma entrada triunfal no novo restaurante de Jamie Oliver se transformou num choque em cadeia da Família Mistério abalrroada por uma diligente e rigorosa funcionária.

– É a nossa manager, justificou-se envergonhadamente o simpático empregado. – Se calhar, vou explicando o conceito do restaurante...

O impasse resolveu-se quando chegou uma segunda "manager" bastante mais dócil que se ofereceu para nos levar logo para a mesa, nos trouxe a ementa e pediu a outro empregado para nos atender rapidamente.

– Se precisarem de mais alguma coisa, é só chamar.

 

novidade! novidade! já abriu o novo restaurante do jamie oliver em lisboa (veja aqui as primeiras fotos do espaço)

24775136_2003807566559250_7931009400424443519_n.jpg

Abriu na sexta-feira, discretamente, em regime de soft opening e sem aviso prévio. Muito se especulou sobre a vinda do chef britânico a Lisboa para inaugurar o seu primeiro restaurante em Portugal mas, até agora, nem sinal de Jamie Oliver. Se esteve cá conseguiu passar mais despercebido do que o Michael Fassbender (adorava saber se alguém já se cruzou com o ator em Alfama, ou se será mais um mito urbano, mas enfim).

 

 

estão aqui os melhores croissants de lisboa (e nem lhe digo qual o recheio que levam para não o enervar)

12191705_1660479150831546_1362004373344951633_n (1).jpg

Primeiro, o cheiro. Está a ver aquele fabuloso aroma do pão quente e estaladiço, acabado de sair do forno? Então, decore-o. Agora, está a ver aquele fenomenal aroma adocicado dos bolos quentes, acabados de cozer? Então, guarde-o ao lado do pão. Finalmente, está a ver (sim, tem de conseguir visualizar) o aroma da manteiga derretida por cima do pão quente? Ok, agora feche os olhos e junte todos estes cheiros no ar. Conseguiu? Então acabou de entrar na La Boulangerie, a mais irresistível fábrica de croissants de Lisboa.

 

os ceviches são óptimos, as ostras deliciosas, as sobremesas divinais e o serviço magnífico! (uma pista: estamos a falar do porto)

abertura.jpg

– Adoro a música! Parece a do hotel do Rafael, de Jane the Virgin!

Tenho de confessar: o nível de cultura musical dos nossos queridos e prezados Filhos Mistério esgota-se nos primeiros acordes das bandas sonoras das novelas venezuelanas. E, por isso, não perderam muito tempo a analisar a música ambiente do novo restaurante do Porto. Saltaram directamente para a deliciosa lista de criativos ceviches, fantásticas sobremesas e fabulosas ostras do Panca.

Aqui tudo tem a ver com a América Latina: desde a música à comida, passando por...

 

esta tasca acabou de ganhar uma estrela michelin

4368.jpg

Fica em Banguecoque, os clientes sentam-se em banquinhos de metal sem encosto e a cozinheira prepara os seus pratos sempre com uns óculos de ski nos olhos.

Raan Jay Fai é a última excentricidade do Guia Michelin. Depois de ter estado meses em segredo a percorrer, pela primeira vez, os restaurantes da capital da Tailândia, o guia anunciou em Dezembro quais eram os vencedores das estrelas. E entre um restaurante de alta cozinha francesa e outro onde um blazer é "obrigatório para cavalheiros durante o jantar", está a tasca da tia Fai, como Jay Fai é carinhosamente conhecida em Banguecoque.

 

 

grow healthy: está de dieta? então este restaurante é para si (e acabou de abrir)

Enquanto a minha querida Mulher Mistério sofre com dietas radicais, eu delicio-me com comida saudável. E saborosa. E fresca. Daquela que não nos faz acabar de almoçar com mais fome do que o Homer Simpson à frente de uma caixa de donuts. 

A minha última grande descoberta foi o novíssimo Grow Healthy, no CascaiShopping. Estava eu desesperadamente em busca de lojas para trocar alguns presentes de Natal, na companhia do meu querido Filho Mistério com pretensões a chef, quando esbarro com um novíssimo restaurante só de taças feitas com comida saudável, ou mais modernamente falando: bowls.

23722431_1586695244710460_8318127991773897159_n.jpg

– Pai, temos de experimentar isto para o blog!

(Sim, cada vez os exploro mais para nos ajudar – não podem ter só a fama, também é preciso contribuírem com algum trabalho)

Depois de olhar para a ementa, combinámos que pratos íamos dividir. Sentámo-nos à frente de duas deliciosas taças de comida saudável, feitas mesmo ali à nossa frente, e dividimos o trabalho: eu comia, o Mini-Misterioso escrevia.

 

os 10 novos restaurantes que tem mesmo de experimentar em 2018

lumni3.jpg

Todos os anos, em Janeiro, temos a tradição de escolher os 10 novos restaurantes que vamos experimentar ao longo dos 12 meses seguintes, mas este ano não fomos capazes. Na reunião anual de resoluções de Ano Novo da Família Mistério, a divergência imperou, o debate escaldou e a violência quase despertou.

Pela primeira vez na História deste blog (repare que até já usamos "H" maiúsculo), não fomos capazes de chegar a um consenso. Não sei se por já não nos aguentarmos uns aos outros, se por excesso de oferta, se por mera birra. A verdade é que só conseguimos evitar a pancadaria colectiva depois de transformarmos os 10 restaurantes que queremos mesmo visitar em 2018 em 12 restaurantes. E, mesmo assim, tivemos de deixar de fora o novo restaurante italiano de Jamie Oliver, que vai abrir nas próximas semanas no Príncipe Real, em Lisboa, o que deixou os nossos queridos Filhos Mistério à beira da depressão juvenil.

Esta é a lista definitiva de resoluções do Casal Mistério para 2018. Por outras palavras, vamos andar por aí – ou por aqui.

 

miss pavlova: o melhor brunch do ano fica no porto e é de perder a cabeça!

brunchedit.jpg

Antes de qualquer outra coisa, tenho de fazer as apresentações: leitores do Casal Mistério, esta é a Miss Pavlova; Miss Pavlova, estes são os leitores do Casal Mistério. Não se assuste que não estou a apresentá-lo à dona de uma casa de poucas virtudes. Estou a apresentá-lo à dona de um brunch. Um brunch de panquecas, ovos, bruschettas de abacate, taças de smoothies, iogurtes, croissants, brownies e, claro, pavlovas, aquele bolo divinal com base de merengue crocante e recheios acabadinhos de chegar do paraíso, como um chocolate derretido a escorrer, uma mousse de Oreo aveludada ou um chantilly de sonho.

 

o restaurante mais bem classificado do tripadvisor em londres nunca existiu, era uma fraude!

É uma das mais fabulosas histórias que eu já li. Em Novembro, o The Shed at Dulwich atingiu orgulhosamente o primeiro lugar do ranking de restaurantes do TripAdvisor, em Londres. Tinha 5 estrelas, 96 críticas e estava à frente de uma lista de 18.092 restaurantes localizados numa das maiores e mais importantes metrópoles do Mundo. Pequeno problema: o restaurante nunca existiu. Era uma fraude. Uma experiência criada por um jornalista da Vice seis meses antes.

A loucura começou em Abril, quando Oobah Butler, um jornalista freelance que colabora com publicações com o jornal The Guardian ou a revista online Vice, decidiu fazer uma experiência: será possível criar um restaurante fictício e fazê-lo chegar ao topo do ranking do site TripAdvisor?

1511977429821-ChrisBethell-5.jpeg