Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casal Mistério

Casal Mistério

vegan processa vizinhos por fazerem churrascos no quintal

05.09.19

Se não se tratasse de uma mulher vegan, poderia dizer que era uma batalha sangrenta. Mas não. A australiana Cilla Carden quer mesmo é evitar o sangue. De tal maneira que processou dois vizinhos por estes fazerem churrascos nos seus jardins.

Segundo Carden, é para ela impossível sentar-se no seu jardim sem cheirar a carne e o peixe nas grelhas das casas ao lado. "Tudo o que eu cheiro é peixe. Eu não posso desfrutar do meu jardim. Nem consigo lá ir", adiantou à estação de televisão Nine News.

1567632885_mmxsdd_fb_plus.jpg

 

Carden acredita mesmo que os vizinhos fazem churrascos no exterior das suas casas propositadamente para a irritar. E queixa-se ainda de estes fumarem nos seus jardins e de jogarem basquetebol. "Tem sido devastador!"

Tão devastador que ela decidiu apresentar uma queixa no Tribunal Administrativo de Perth. Perdeu, mas recorreu para o Supremo Tribunal da Austrália Oeste. Perdeu novamente. No entanto, não desiste. E promete que vai continuar a lutar na Justiça pelo direito a acabar com os churrascos na vizinhança.

Para já terá uma luta difícil. É que, depois de a notícia ter sido divulgada nos jornais e nas televisões australianas, foi criado um grupo no Facebook para organizar um mega-churrasco comunitário à porta de casa da militante vegan. Em poucas horas, o evento recebeu mais de 24 mil inscrições a ponto de ter de ser cancelado por falta de recursos logísticos para organizar um churrasco daquelas dimensões e para evitar conflitos com Cilla Carden.

No entanto, o slogan do churrasco pegou: "Let's help Cilla Carden get some pork on her fork!"

Como diz o meu querido Filho Mistério adolescente, eu cá acho que isto ainda vai dar bife.

 

Um óptimo churrasco para si onde quer que esteja,

Ele

 

fotos: d.r. 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.